Brasília recebe primeira Mostra de Animação Russa

Programação conta com 37 desenhos de 20 diretores destinados ao público infantil e adulto. Evento ocorre de 27 a 30 de julho.

A capital brasileira receberá, pela primeira vez, a “Mostra de Animação Russa”, que acontece de 27 a 30 de julho no Cine Brasília. A programação conta com 37 desenhos animados, de 20 diretores, realizados entre os anos de 1950 e 2014.

Além das sessões de filmes, serão realizadas mesas-redondas sobre os aspectos da animação cinematográfica russa e soviética, seus significados e suas perspectivas para a sociedade e para o cinema.

Mídia internacional muda de opinião e elogia Rússia pela Copa das Confederações 2017

A Rússia se preparou bem para a futura Copa do Mundo 2018, demonstrando uma ótima organização na Copa das Confederações, afirmam as mídias ocidentais que cobriram o evento. Os jornalistas de vários países avaliaram positivamente as cidades organizadoras, as medidas de segurança e a hospitalidade russa.

Deste modo, o canal britânico BBC, que há pouco transmitiu um documentário sobre alegados "hooligans russos", reconheceu que, na Copa das Confederações, não houve quaisquer atos de racismo. "A atmosfera da competição foi maravilhosa, e também assistimos a um futebol lindo", frisou.

Banco do BRICS realizará 2 projetos na Rússia no valor de mais de US$ 500 milhões

Segundo o presidente do Novo Banco do Desenvolvimento (NDB) do grupo BRICS, o banco pretende alocar mais de 500 milhões de dólares em dois projetos na Rússia.

"Temos dois projetos ativos na Rússia [no valor] de 560 milhões de dólares, ambos soberanos", disse o presidente da organização, Kundapur Vaman Kamath, em videoconferência de imprensa em Xangai, China.

Os projetos soberanos são projetos geralmente implementados por empresas estatais e cuja dívida é garantida pelo Estado.

Temer e Putin assinam declaração sobre maior cooperação na luta contra o terrorismo

Michel Temer e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, se reuniram nesta quarta-feira (21) em Moscou e assinaram uma série de acordos de cooperação bilateral.

Após reunião no Kremlin, Temer e Putin assinaram uma declaração conjunta de cooperação estratégica que prevê um nível mais alto de coordenação dos esforços no combate ao terrorismo e no apoio à paz e à estabilidade internacional.

Tags: 

Brasil é uma das prioridades da Rússia, diz Pútin a Temer

Declaração conjunta, assinada entre presidentes nesta quarta-feira (21) em Moscou, abrange desde política externa a cooperação espacial. Chefes de Estado se comprometeram a somar esforços para combater ameaças latentes, como terrorismo.

O Brasil “é, sem dúvidas, uma das prioridades da Rússia e um dos parceiros mais importantes na América Latina”, disse o presidente russo Vladímir Pútin, nesta quarta-feira (21), ao iniciar a conversa no Kremlin com seu homólogo brasileiro, Michel Temer.

Brasil é o parceiro crucial da Rússia na América Latina, diz premiê russo

Brasil representa o principal parceiro da Rússia na América Latina, pois os processos econômicos nos dois países são muito parecidos, nosso objetivo principal é aumentar o volume das trocas comerciais, declarou o premiê russo Dmitry Medvedev.

Na terça-feira (21), o chefe do governo russo, Dmitry Medvedev, teve um encontro oficial com o presidente brasileiro, Michel Temer, que atualmente está em Moscou com visita oficial de dois dias.

Ao cumprimentar o presidente do Brasil, o premiê russo afirmou que "o Brasil é o nosso parceiro crucial na América Latina".

Diretor-geral da ANP apresenta oportunidades no Brasil a investidores russos

O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, está em Moscou nesta terça-feira (20/06), onde apresentou a investidores as perspectivas e oportunidades para o setor de petróleo e gás no Brasil até 2019. Na reunião, com cerca de 100 empresários. O secretário de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix, também fez uma apresentação no evento.

Países do Brics criarão fundo de garantia de títulos soberanos

Valor do fundo é estimado em US$ 10 bilhões.

Os ministros das Finanças e diretores dos bancos centrais dos países do Brics concordaram com a criação de um fundo de garantia de títulos soberanos, no valor de US$ 10 bilhões. A decisão foi confirmada durante encontro em Xangai no domingo (18) e segunda-feira (19).

Segundo a agência de notícias TASS, a Rússia será responsável por 18% do valor do projeto, ou US$ 1,8 bilhões.

Tags: 

Páginas