Novos horizontes para o Brics

Nos dias 4 e 5 de setembro, será realizada em Xiamen, na China, a 9ª Cúpula do Brics. Neste contexto, considero importante apresentar as abordagens da Rússia em relação à cooperação no âmbito desse grande e respeitado agrupamento, e compartilhar minha visão sobre as perspectivas da nossa futura colaboração.

Tags: 

BRICS pode criar criptomoeda alternativa ao dólar

O Brasil, a Rússia, a Índia, a China e a África do Sul estão discutindo a criação de uma criptomoeda comum como alternativa ao dólar norte-americano, disse Kirill Dmitriev, diretor-geral do Fundo Nacional de Investimento Direto russo.

Dmitriev disse ao portal russo de notícias RBC que, embora os países membros do BRICS usem suas moedas nacionais dentro da associação, uma criptodivisa alternativa poderia ser usada para "outros tipos de transações". Entretanto, ele não esclareceu de que tipo de transações se trata.

Cúpula do BRICS em Xiamen: China converte poder econômico em influência política global

A cúpula dos BRICS em Xiamen, graças à presidência rotativa da China, aumentará a importância do bloco nos assuntos internacionais e pode se tornar uma plataforma para resolução de problemas bilaterais, comentaram especialistas russos.

A China, sendo um país que sedia a cúpula, convidou para as negociações os líderes do México, Tailândia, Guiné, Egito e Tajiquistão. Nos últimos anos, a China vem apelando para criação do BRICS+ para aumentar potencialmente a influência do bloco através do aumento dos países-membros, informou na sexta-feira (1) o jornal South China Morning Post.

Tags: 

À procura da nova ordem econômica: por que está aumentando interesse pelo BRICS?

No âmbito da sua presidência rotativa, a China convidou para a próxima cúpula do BRICS em Xiamen os representantes do México, Tailândia, Guiné e Tajiquistão. O vice-chefe do Centro dos EUA, Canadá e América Latina russo, Dmitry Burykh, explicou essa decisão das autoridades chinesas.

Rússia assume a liderança da exportação mundial de trigo

Terceiro maior exportador de insumos do mundo, atrás apenas da União Europeia e dos EUA, a Rússia deve consolidar a liderança mundial na exportação de trigo. O país tem potencial para colher até 128 milhões de toneladas do cereal na temporada 2017/18 (aumento de 49% nas últimas cinco safras) e inundar o mercado externo com 31,5 milhões de toneladas (aumento de 69% no período).

Na Rússia se observa tendência de 'desdolarização'

O rublo, moeda nacional russa, deve ser apoiado, porque "a tendência de desdolarização" da economia do país está crescendo a um ritmo constante, disse o ministro do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Maxim Oreshkin na quarta-feira (16).

Na economia russa se observa uma grande tendência de "desdolarização", disse Oreshkin, sublinhando a necessidade de apoiar o papel acrescido do rublo.

"Observa-se uma grande tendência de desdolarização na economia russa. O Banco Central deu alguns passos importantes para serem concedidos menos créditos em moeda estrangeira", disse ele.

Tags: 

Páginas