REUNIÃO CONJUNTA – 22 DE MAIO DE 2017

Seções Brasileira e Russa do Conselho Empresarial Brasil-Rússia

Clique aqui e veja a galeria de fotos completa.

SUMÁRIO DOS ATOS REALIZADOS

Em 22 de maio de 2017 ocorreu no Palácio Itamaraty, Brasília/DF, a Reunião Conjunta do Conselho Empresarial Brasil-Rússia (CEBR), Partes russa e brasileira, quando tomou posse na Presidência da Parte brasileira o Presidente Executivo da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Sérgio Turra, também membro do Conselho Superior da Câmara Brasil-Rússia, sediada no Rio de Janeiro. A entidade passa a exercer as funções de Secretaria Geral do CEBR, utilizando-se de seus Comitês Executivos em áreas como Infraestrutura, Logística, Desenvolvimento Energético Sustentável, Agropecuário, Comunicação, Esportes, Turismo, e Investimentos, e terá como Secretário-Geral o Presidente da Câmara Brasil-Rússia, Gilberto Ramos. A Parte russa do CEBR tem como Presidente o Vice-Presidente do Banco de Relações Econômicas Externas (“Vnesheconombank”), Sergey Vassiliev.

Estiveram presentes em torno de quarenta entidades de classe e empresas de ambos os lados, de setores como ferrovias, infraestrutura, geração e transmissão de energia, biomedicina, gás, óleo e refino, defesa, construção naval, novas tecnologias, mineração, advocacia, cultura, esportes, turismo e megaeventos, marketing e comunicação, entre outros.

A Reunião Conjunta antecedeu o encontro da Subcomissão de Cooperação Econômico-Comercial da X CIC Brasil-Rússia, cumprindo-se uma agenda das mais extensas e bem-sucedidas, coordenadas em estreita sinergia com os governos russo e brasileiro. O CEBR é um dispositivo prioritariamente destinado a reforçar a cooperação econômica, comercial, industrial e de investimento entre os dois países, disponibilizando plataformas de aconselhamento a ambos os governos das prioridades a serem estabelecidas.

Este foi o primeiro encontro realizado entre as partes brasileira e russa no hiato de quase cinco anos, quando se demonstrou um grande e efetivo crescente do mundo empresarial brasileiro a cooperar com a Rússia, e o interesse recíproco do lado russo.

Nos diálogos, foi ressaltada a necessidade de ter-se uma presença mais significativa de empresas russas e brasileiras investindo nos respectivos países, possivelmente com o suporte dos dois bancos de desenvolvimento, Vnesheconombank e BNDES, e também terceiros agentes de fomento (fundos, e outros bancos públicos e privados).

Foi acordado entre as Parte russa e brasileira do Conselho Empresarial que será dado maior apoio às atividades de pequenas e médias empresas de ambos os países.  Deliberou-se também pela organização em Moscou de um Fórum Empresarial Russo-Brasileiro até o final deste ano, dedicado ao segmento de manufaturados, bens de capital e inovações tecnológicas multidisciplinares, tendo como coorganizadores a Câmara Brasil-Rússia, o Ministério do Desenvolvimento Econômico da Federação Russa, o Vnesheconombank, a ApexBrasil, o Сentro de  Exportação da Federação da Rússia, e a entidade “Delovaya Rossyia”. Acordou-se também sobre a realização conjunta de um grande seminário dedicado às relações russo-brasileiras na versão de 2018 do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo, considerado o evento de caráter político-sócio-econômico mais importante do ano no calendário da Rússia.