Pútin pede que Guarda Nacional garanta segurança na Copa de 2018

Em formação, órgão independente se encarregará desde defesa civil a combate ao terror.

O presidente da Rússia, Vladímir Pútin, solicitou à Guarda Nacional da Rússia que garanta a segurança na Copa do Mundo de 2018. O torneio será realizado em onze cidades distribuídas pelas diversas regiões do país.

“O trabalho para garantir a segurança na próxima Copa do Mundo e Copa das Confederações vai exigir muitos esforços”, disse Pútin na segunda-feira (27), em uma reunião com o comando da Guarda Nacional. Segundo ele, a estrutura deverá “prestar atenção especial a isso”.

‘Carne Fraca’ tem poucos resultados práticos na Rússia

Operação conduziu a leve queda na demanda do consumidor e nenhuma restrição, por enquanto, pelas autoridades. Para analistas, estímulo à produção interna seria elemento-chave para garantir qualidade de produto consumido por russos.

Com o escândalo gerado pela operação “Carne Fraca”, a agência fitossanitária russa Rosselkhoznadzor aumentou o controle para a importação de carne do Brasil e aguarda documentação oficial brasileira sobre as exportações do país.

'Putin me disse coisas nunca antes ouvidas'

Ao se considerar o vencedor da Guerra Fria, o Ocidente não assimila os “sinais fantásticos” de Moscou desde o ano de 2001. O ex-ministro presidente da Baviera, Edmund Stoibe, que, junto com seu sucessor Horst Seehofer, encontrou-se com Vladimir Putin e falou com a Sputnik sobre suas impressões, criticando tal postura europeia.

Após seu discurso no Fórum Russo-Alemão em Moscou, realizado na segunda-feira (20), o político conversou com a Sputnik Alemanha e partilhou sua visão dos laços existentes entre os dois países.

Tags: 

Moscou mantém importação de carne brasileira

China, União Europeia e Chile já restringiram compra do produto.

Após China, União Europeia e Chile anunciarem restrições na compra de carne brasileira, o Brasil suspendeu a licença de exportação de 21 frigoríficos na Operação Carne Fraca - mas manterá a permissão de vendas desses produtos no mercado interno.

A Rússia, porém, ainda não tomou medidas de restrição à commodity. De acordo com declaração do embaixador russo em Brasília, Serguêi Akopov, o governo brasileiro se comprometeu a compensar os custos para países que possam ter recebido produto de baixa qualidade.

Temer fará visita oficial a Moscou em meados de 2017

Presidente russo Vladímir Pútin anunciou visita na última quinta-feira (16). Brasileiro visitou oficialmente capital russa ainda como vice em setembro de 2015.

O presidente Michel Temer deve realizar visita oficial a seu homólogo russo, Vladímir Pútin, já em meados de 2017, de acordo com o último.

Pútin fez a declaração durante a cerimônia de apresentação de credenciais de embaixadores estrangeiros em que se recebeu o novo chefe da missão diplomática brasileira em Moscou, Luis Espinola Salgado, ex-embaixador em Ancara.

Por que a Rússia não quer entrar na Opep?

Apesar dos sucessos da política externa no mercado de petróleo, ministro da Energia russo negou qualquer possibilidade de adesão da Rússia à Organização dos Países Exportadores de Petróleo.

Apesar dos sucessos da política externa russa no mercado de petróleo, ministro da Energia negou qualquer possibilidade de adesão da Rússia à Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

Tags: 

Rosneft no Brasil busca acesso a tecnologia norte-americana

Objetivo de estatal russa ao iniciar perfuração na bacia de gás do Solimões era contornar sanções, dizem especialistas.

A estatal Rosneft, maior petrolífera russa, escolheu participar do projeto de exploração da bacia do Solimões não para produzir mais commodities, mas para ter acesso a novas tecnologias de extração de petróleo e gás em condições complexas, afirma o analista-chefe da Fundação Nacional de Segurança Energética, Ígor Iuchkov.

Produção de caviar negro dobrará na Rússia até 2030

Após anos em queda, commodity se recupera; produto foi alvo de sanções.

O diretor da Rosribolovstvo (agência federal responsável pelo mercado de peixe na Rússia), Iliá Chestakov, declarou na última quinta-feira (9) que a produção de caviar negro deverá dobrar até 2030.

O aumento da produção, porém, não afetará os preços, segundo ele.

"Podemos dobrar a produção de caviar preto até 2030. Temos vontade e necessidade, e os investidores têm interesse”, declarou.

Páginas